terça-feira, 23 de setembro de 2014

Uruçuca 4 x 0 Ilhéus










Ibama libera obras de megaporto no sul da Bahia


O Ibama concedeu a licença de instalação do Porto Sul da Bahia, em Ilhéus, que prevê investimentos de R$ 3 bilhões em dois grandes terminais. Com isso, as obras do megacomplexo portuário ficam liberadas. O aval foi dado na quinta-feira passada, mas só foi publicado na manhã desta segunda-feira.

A autarquia ambiental exigiu a implementação de 29 programas de compensações socioambientais para emitir a licença. Também impôs outras exigências, como a proibição do tráfego de caminhões pela rodovia BA-648 e a garantia de passagem de embarcações de pesca na região, durante toda a obra. O valor de R$ 10,6 milhões foi estipulado como compensação pelos impactos ao meio ambiente.
Em meados de agosto, um parecer assinado por nove analistas do Ibama apontou que o Porto Sul ainda não havia cumprido três condicionantes estabelecidas na licença prévia dada pelo órgão federal. Outras quatro condicionantes haviam sido cumpridas apenas “parcialmente”. O governo da Bahia, responsável pelo empreendimento, contestava esse parecer e assegurava ter atendido a todas as exigências.
O Porto Sul de Ilhéus fica em uma região preservada de Mata Atlântica e com forte apelo turístico. Tem apoio de parte significativa da população local, mas enfrenta a oposição de grupos ambientalistas. A localização do complexo portuária, prevista originalmente para a Ponta da Tulha (ao sul de Ilhéus), teve que mudar devido ao impacto potencial em comunidades indígenas. Diante das pressões, foi para Aritaguá, um estuário ao norte da cidade.
O Porto Sul poderá movimentar até 100 milhões de toneladas no 25o. ano de operação. Ele já teve autorização da Secretaria de Portos. Dois terminais vizinhos estão previstos. Um é da Bahia Mineração, que explora minério de ferro no município de Caetité e pretende escoar sua produção pela Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), cujo traçado termina em Ilhéus. A ferrovia está atrasada.
O outro terminal será explorado, em um sistema de condomínio, por empresas selecionadas pelo governo baiano. Pode envolver a movimentação de minério, grãos e até contêineres.
Fonte: Valor Econômico


sexta-feira, 12 de setembro de 2014

Uruçuca: Prefeitura continua realizando novas obras e retomando as obras abandonadas pela última gestão

Modelo da creche Jackeline Moreau

Mostrando um trabalho sério, com respeito ao dinheiro público, a Prefeitura de Uruçuca está realizando diversas obras simultâneas no município.
Construção da Creche Jackline Moreau


Todas, obras importantes para o cidadão uruçuquense, destacando-se a creche Jaqueline Moreau, no valor de 1 milhão e 800 mil reais, onde aproximadamente 300 crianças terão acesso, a maioria, em tempo integral, àquele setor educacional e social.
Finalização da terraplanagem da construção do DISEP


Outra obra benéfica para população é o DISEP (Distrito  Integrado de Segurança Pública), onde será integrada a polícia civil e militar, delegacia de policia e mini SAC, onde o cidadão poderá solicitar sua carteira de identidade. Esta obra tem prazo programado para está em funcionamento nos próximos 2  ou 3 meses.


A praça Miguel Baracho não sofria uma intervenção há mais  de 20 anos e a atual administração resolveu reformá-la, pois trata-se de uma praça histórica. Os recursos são de origem própria, para mostrar que, quando as verbas não são desviadas, elas se transformam em trabalho e benefícios para população.
Obras do Ginásio de Esportes



O Ginásio de Esportes, foi projetado inicialmente para ser concluído, na primeira gestão do ex-prefeito Moacyr Leite Junior (1997/2000), entretanto, apesar de receber, na época, recursos de aproximadamente 350 mil reais, para a obra, ela foi dada como inaugurada, com apenas a cobertura e dois lances de arquibancadas, com piso de argila, gerando um processo na justiça federal. Na 2ª gestão, o ex-prefeito, com recursos novos, supostamente para fugir do processo, colocou piso e aumentou os lances da arquibancada, sendo qualificada como uma quadra de esportes.
Hoje, essa quadra está se transformando no ginásio de esportes original, com novo piso, ampliação dos lances de arquibancadas, vestiários, lanchonete e mini palco para apresentações.
Obras  da Quadra de Esportes do CEMUR

A Quadra de Esportes do CEMUR, também foi abandonada na gestão anterior, mas a determinação do secretário de educação, Fabrício Santos, foi fator preponderante, para continuação desta obra, que muito breve será inaugurada.
Recuperação da estrada Uruçuca/Posto Lorena

As estradas rurais há muito não sofriam intervenção. A qualidade dos trabalhos realizados, na sua finalização, com rolo compressor, vem sendo muito elogiada pela população rural. Locais com pouca intervenção, no passado, como as estradas Uruçuca/Posto Lorena, Uruçuca/Posto Santo Antônio, vem fazendo grande diferença e elogios por parte da população.
“Nossa administração é pautada pela seriedade e o respeito ao dinheiro público. Enquanto tivermos força e o apoio de nossa população, vamos querer realizar mais e mais. Hoje nosso governo conta com a ajuda importante do nosso deputado Valmir Assunção, que não tem se furtado, em presentear-nos com emendas,  que irão solucionar problemas no nosso município, como recuperação de estradas rurais, construção de escolas e cobertura e ampliação das arquibancadas do Ferreirão.  Temos ainda nossos deputados estaduais, Leur Lomanto e Ângela Sousa, incansáveis quando se trata de trabalhar, em benefício do nosso município, com emendas para calçamento em Serra Grande e a Casa de Parto, em Uruçuca, sonho de todo uruçuquense, e é por isso que estamos lutando pela reeleição deles”, pontuou a prefeita Fernanda Silva.

Heraldo Santana/Blog Água Preta

UNIDADE MÓVEL DE ATENDIMENTO À MULHER - SPM







O Profissão Repórter (Rede Globo), segue o roteiro de visitas da Unidade Móvel de Acolhimento à Mulher até domingo (12) na Bahia, conhecendo de perto a realidade de mulheres de áreas rurais, incluindo o segmento de pescadoras, marisqueiras, assentadas, entre outras, com demandas das mais diversas. Uma equipe multidisciplinar, formada por profissionais como psicóloga, assistente social, pedagoga e advogada fazem a escuta e encaminham procedimentos posteriores à rede de atenção. Além de Jussari e Canavieiras, a programação também inclui os municípios de Maraú e Uruçuca, localizados no mesmo território. O material gravado pelo Profissão Repórter será utilizado em programa que abordará a violência contra a mulher no Brasil, na nova série que começa no próximo dia 30, sob comando do jornalista Caco Barcellos.
Texto: Secretaria de Políticas para as Mulheres da Bahia